Dolce Vita: Capri

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

Minha metade italiana, sempre fala mais alto, quando tenho que escolher um destino. E quem me conhece um pouco, sabe da minha preferência pela Itália, não só pela magnitude dos monumentos de Roma, que me tiram o fôlego a cada visita, mas, sobretudo pelas vilas e lugarejos onde me identifico em cada esquina.

Capri é assim, um destes lugares mágicos onde o tempo tem seu ritmo próprio e a paisagem parece pintada à mão, a cada por do sol.

Partindo da baia de Nápoles, de ferryboat, em um pouco mais de 1 hora, avista-se a pequena “piazzetta” de Capri, com seu porto e suas pequenas lojas de souvenir, onde não se resiste experimentar a boina que é marca registrada entre os habitantes da ilha, ou a extravagante calça de linho vermelha que é usada pelos charmosos italianos de todas as idades.



De Capri para Anacapri são 800 degraus, vencidos facilmente, pois cada ruelinha estreita reserva uma nova surpresa, um pé de limão siciliano, as roupas penduradas nas janelas brancas, ou o cheiro inebriante de jasmim. 

Ponto de encontro da geração pós dolce vita, um mix de savoir-vivre com dolce far niente, Anacapri esta sempre repleta de artistas e escritores que não dispensam o glamour, mas fazem questão absoluta de discrição. Durante toda a temporada, que vai de março a outubro, não é raro, por exemplo, ver o navio de Bill Gates ancorado na baia, ou alguma estrela hollywoodiana relaxando em mansões ou hotéis-spa. 

Do alto de Anacapri, (a 600mts do nível do mar), tem-se 360º de visão mitológica da baia de Nápoles, e em dias claros, da Isola Ischia, Costa Amalfitana e do Vesúvio. A praça principal lotada de pequenos cafés é parada obrigatória em todos os fins de tarde que você passar nesta ilha, descanso mais que necessário, depois de subir e descer mil vezes as ruelas, deslumbrando-se nas vitrines das famosas griffes, ou das pequenas livrarias e antiquários. Prepara-se para andar muito a pé, já que carros não circulam na área central da vila.

Não se conhece Capri, sem ter feito um passeio al mare. Veleiros partem da Marina Grande em direção aos mais lindos cartões postais da ilha, o Faraglioni e a Grotta Azzurra. A visão é magnífica, e tendo sorte com a maré, vale a pena pegar um dos barquinhos que são oferecidos aos turistas, entrar na gruta, e deliciar-se num mergulho, numa água, que refratada pela luz torna-se literalmente azul, ao som do Sole Mio cantado pelos barqueiros.



A culinária mediterrânea pode ser apreciada em todos os restaurantes da ilha, com destaque para o Il Olivo. É parada obrigatória também o Il Mosaico, o bar bistrô do Capri Palace. Mas para quem quer ser atendida como se estivesse no terraço da casa da nonna, vale conferir o Ristorante Faraglione, onde o chef Giuliano Tortoriello e seus filhos farão você se sentir parte da família.

Lugares como Capri, devem ser visitados quando você descobrir que tipo de viajante voce é. Insisto nisto, pois a magia do lugar, deve impregnar você, e isto as vezes é não é tão simples, pois cada momento é unico e além dos olhos, seu coração tambem tem que estar aberto. Não espere fazer compras em Capri.

Proxima parada: Porto Fino.

 

Il Olivo 
Via Capodimonte 2b 80071 
Anacapri 
Tel 39 081.9780111

Ristorante Faraglioni 
Via Camerelle 75 800073 
Capri 
Tel 39 081.837.0320

Capri Palace Hotel e Spa 
www.capripalace.com

 

alt

alt

alt

 

comentários (8)add comment

Calzoleria comentou:

E viva os italianos, escandalosos, calorosos...inebriantes com suas paisagens mágicas.....viva Capri...
30/03/2011

Telma comentou:

Ler teus posts sobre esses lugares "únicos" pela forma especial como são vistos e descritos, é delicioso; viajo um pouco através deles.
31/03/2011

Ana Claudia comentou:

Ai que saudades desses lugares... e nós aqui... ooooooÔ vida cruel....

bj
31/03/2011

Fátima Coli comentou:

Viajar é renovar-se....é aprender...é descobrir algo que estava guardado...e que vc nem sabia que estava lá dentro...
simplesmente amo viajar
beijos Lobas!
31/03/2011

Helaine comentou:

Capri nunca é igual, ela se transforma a cada minuto, começando com o badalar do sino, a luz, as pessoas, a música, os pés de limão Siciliano que dão cachos de mega limões, o mais curioso é que estão plantados dentro de vasos.
Faltou a foto da varanda do quarto com a torre ao fundo e a sua foto fotografando a paisagem!
Precisamos voltar, com certeza veremos com outros olhos!!

I bj
01/04/2011

Helaine comentou:

(LIBRO DELLE RISPOSTE D' AMORE)

DOPO IL BESTSELLER IL LIBRO DELLE RISPOSTE UN NUOVO SENSUALE STRUMENTO PER TROVARE LA RISPOSTA ALLE MILLE DOMANDE CHE AFFLIGGONO UN CUORE INNAMORATO E PRENDERE SEMPRE LA DECISIONE GIUSTA.
01/04/2011

Helaine comentou:

TEM MAIS!
A 2a PÁGINA DO LIVRO DIZ ASSIM:
QUESTO LIBRO È DEDICATO A "KRIS".
TU SEI LA RISPOSTA A TUTTE LE MIE DOMANDE D' AMORE.
GRAZIE.
01/04/2011

jess comentou:

conteudo muito bom! parabens. http://www.temdigital.com.br
30/04/2017

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: Andanças Dolce Vita: Capri