Encerrando ciclos

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final…
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. (Paulo Coelho)

 

Dois fatos esta semana me levaram a refletir e ter mais certeza de que podemos ser melhores todos os dias.

Hoje, entreguei as chaves do imóvel, onde há 4 anos eu encarei um novo desafio e abri um novo negócio. Na época minha irmã caçula uma super profissional, precisava de um força para expandir seu negócio e porque não dizer: para tomar um novo rumo. A Sol, como todos a chamam, tem uma energia azul e vibrante, contagia todos que a conhecem com sua alegria, e vive a vida sempre de ótimo astral,  mas eu achava que ela não se importava muito com o dia seguinte.

Então achei que juntas poderíamos crescer profissionalmente e assim ela teria um pouco mais de segurança no futuro. Durante dois anos administrei o negócio e a Sol tocou o operacional. Ao final destes 2 anos, deixei um presente de grego para a Sol, ou seja, passei o controle total do negocio para ela, e fui viver como eu achava que deveria viver os outros 50 anos da minha vida. Eu precisava encerrar alguns ciclos. Foi muito difícil, pois eu sabia que era uma responsabilidade enorme que eu estava colocando nas mãos dela, mas eu tinha certeza que era o momento certo dela encarar uma nova etapa da vida. E ela o fez brilhantemente, assumindo novos riscos e indo em frente. Mas este ciclo de mudanças e transformações só se encerrou de verdade hoje, quando entregamos o imóvel, pois a Sol fez uma fusão com outros profissionais e mudou de local. Eu estou realmente feliz, pois sei que fiz a coisa certa, reconhecendo minha pretensão de achar que podia controlar o mundo, e deixando a Sol tomar seu rumo, acertando ou errando como é natural.

 

O segundo fato ocorreu no campo de golfe, sábado passado. Eu tenho uma baita preguiça de ir jogar, embora depois que eu estou no campo, adoro, pois o contato com aquele imenso jardim e com a bolinha que insiste em não entrar no buraco, me relaxa mais que uma sessão de aromaterapia. O Paulo,  meu marido  e um golfista viciado sempre me convida e eu enrolo, enrolo e acabo ficando em casa lendo ou vendo TV.  O dia estava perfeito, e eu estava fazendo um jogo espetacular, coisa rara, e de repente me lembrei da minha querida amiga e golfista Regina Pereira Lopes, que nos deixou em fevereiro. Me deu uma saudade tão grande dela e um certo arrependimento, ou melhor, um insight. A Re nunca tinha preguiça de nada. Assim como a Sol, ela tinha uma energia invejável. Toda sexta-feira ela me ligava para jogarmos golfe. Muitas vezes eu fui, mas naquele sábado, lá no campo, pensei que eu poderia ter ido muito mais vezes, se soubesse que ela iria embora tão cedo.

O que tem a bóia de patinho em comum com o sexo dos anjos?

 

Tudo! Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. Aprender a viver sem tantas virgulas, aspas, reticências. Entreguei o imóvel, a Sol, segue a vida dela, a Re não está mais aqui, mas eu posso ir mais vezes jogar com o Paulo, pois o tempo, este que o relógio não marca, é nosso grande espectador.

Temos que permitir que os ciclos se fechem, e devemos seguir sem olhar para trás.

É importante guardar as coisas boas, vivências, recordações, mas é preciso ter a ousadia de mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros, roupas, mudar comportamentos arraigados,  e definitivamente encerrar ciclos.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o encerrar ciclos significa também que você está preparado para começar outros, a arriscar-se novamente, a sonhar novos sonhos.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se, para depois começar tudo de novo.

Solange minha irmã querida, sua coragem me emociona. Boa sorte!

alt

alt

 

comentários (17)add comment

Giovanni comentou:

QUERIDA FATIMA
VOCE É QUE NOS PRESENTEIA COM SUAS PALAVRAS
SORTE DA SOL E DA REGINA TER ALGUEM COMO VOCE POR PERTO
13/07/2011

mayla comentou:

Que lindo maezinha!!! Adorei!! Encerrar ciclos faz parte da vida!!! O melhor é começar novos.... mudar e evoluir são os segredos de uma vida completa!!!!
Lov u!
13/07/2011

Veri comentou:

Sábias palavras.

bjs.
13/07/2011

Loja Bossa comentou:

Demais.....sem palavras depois de tudo isso!!!! Te adoramos cada dia mais!!!
13/07/2011

anna comentou:

Deus te deu esse dom maravilhoso de escrever tão bem ,
e vc gentilmente divide com a gente ,faz tão bem ler e refletir depois,
não pare nunca !!!!
13/07/2011

Lucas comentou:

Voce me joga num ponto, onde não tenho como voltar, a não ser reconhecer que ou fechamos os ciclos, ou estaremos abrindo mão de uma forma de felicidade. A felicidade que achamos não existir, porque não queremos sair da zona de conforto, nos pegando ao passado, mesmo que ele já tenha ficado para tras.Coragem de seguir em frente, mas conscientes, e não marionetes.
bravissimo Fatima!
13/07/2011

juliana comentou:

lindas palavras e principalmente, palavras que eu precisava ouvir hoje!! beijos e obrigada!
14/07/2011

taina comentou:

Fá!!! Q texto mais lindo!!! Concordo plenamente em td que disse..
Final de semana passado me perguntaram se eu n queria voltar nos tempos da faculdade, e eu respondi q não! As meninas me olharam espantadas, e falaram, mas vc gostava tanto daquela época..E eu respondi, gostava e muito, mas falar em voltar..já seria diferente, claro q eu tenho saudades, foi uma época maravilhosa, mas acabou! Já passou..agora estou em outro momento e quero curtir muuuito, sei q vou sentir saudades..mas espero nunca dizer que gostaria de voltar...
bjos taina
14/07/2011

Fabiana Esbaile comentou:

Fechar ciclos reflete aquilo que de bom ou ruim deixamos para trás. E sobre o devir é a "angústia" das escolhas na vida... Toda escolha carrega uma renúncia... e esse é um paradoxo as vezes doloroso, mas o mais importante para maturidade (sempre em evolução!)...
Lindas palavras Fátima!
15/07/2011

Telma comentou:

Lindo texto mesmo! A parte mais difícil de amar, além dessa generosidade que é o que mais reflete esse amor, é deixar livre quando sentimos que o outro pode e quer voar. É assim com os filhos também. E não é nada fácil; um pedaço de nós que temos que deixar ir... outro ciclo.
Essa coisa da maturidade no amor é mesmo complicada e deliciosa em seu retorno.
15/07/2011

Helaine comentou:

Lindo texto, muito sentimento, amor e verdade!
Boa sorte para todas nós!
16/07/2011

Helaine comentou:

"Muitos sentimentos"
16/07/2011

Sol comentou:

Fatiminhaaaaaaa...adorei o texto...obrigado mesmo.
Adoro mudanças e desafios, e vc foi incrivel estes anos todos, me dando suporte e apoio. Adoro esta excitaçao do novo, do desconhecido. E estou realmente motivada.

brigaduuuuuu
beijos
16/07/2011

Cláudio Bragga comentou:

Fátima, talvez você nem saiba da dimensão e do alcance das suas palavras. Talvez não tenha também a percepção de que muito daquilo que escreve seja um recado que alguém queria enviar e fez de você um precioso instrumento para transmitir. Não importa. Objetivos maiores são alcançados a cada vez que você se debruça sobre esse teclado e deixa fluir as palavras que "fervilham" em sua mente. Cada um de nós, seus leitores, recebe o carinho imenso que você distribui, ainda que você não saiba exatamente a quem. Parabéns e obrigado, obrigado mesmo.
19/07/2011

Fátima Coli comentou:

Caro Claudio.
Nossa...fiquei super feliz com seu comentario. Realmente quando escrevo não penso em como as pessoas irão interpretar. Escrevo com o coração, colocando em palavras minhas viviencias, meu constante aprendizado.
Saber que de alguma forma minhas palavras tocam meus leitores é muito mais do que eu poderia sonhar, quando num impulso comecei a escrever o Lobas.
Muito obrigada pelo carinho e seja sempre muito bem vindo!
19/07/2011

Mónica Brevis comentou:

Fátima querida, que declaração !!!!! essa é você, consegue transmitir com as palavras tanto sentimento e emoção e o faz tão bem e nos faz tão bem. Não deixe nunca de escrever!!! Encerrando ciclos..........
03/08/2011

Telma comentou:

Texto bom é o que nos leva à reflexão e ao movimento. Ousadia, generosidade e sonhos! Adorei.
smilies/kiss.gif
19/02/2015

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: Comportamento Encerrando ciclos