Até onde posso ir?

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Boa tarde queridas.

Durante toda a semana passada, toda vez que via o Papa Francisco discursando na TV, me vi pensando até aonde vai a minha fé. Não questiono minha crença religiosa e minha fé num "Deus" maior, independente da religião que eu sigo.

Aliás este Deus tem muitos nomes e muitas formas, e é diferente para cada um de nós. Mas ao ver um grande líder surgir, que é o que eu acredito que o Papa Francisco se tornará, uma nova luz me encheu o coração, pois definitivamente sem minha fé eu não poderia acordar uma unica manhã. Independente dele (Santo Papa) ser o líder da religião católica, o que ele tem de mais forte, e o que o transformará num grande líder, é a crença absoluta que ele tem no ser humano.

Pois é neste acreditar incondicional no ser humano que vem meu questionamento. Não entro nunca no mérito de avaliar governos, ou julgar esta ou aquela facção mais intolerável, pois eu teria que escrever mil posts para colocar estas questões, tamanho o caos instaurado no mundo. Minha análise hoje é apenas circunscrita ao meu mundinho real, de pessoas quase reais.

Por mais racionais que tentemos ser, o "homem" contemporaneo continua possuído por forças além do seu controle. Seus deuses e demonios não desaparecem, eles apenas mudam de nome, e conservam-se em contato íntimo com  suas inquietudes. Não sou eu que digo e sim Karl Jung, e quando eu pergunto até onde eu posso ir, eu reformulo de novo e de novo a mesma pergunta e estico o elástico ao máximo, para na verdade saber até onde vai minha tolerancia, minha compaixão ou até minha amizade por aqueles que nunca terão um minuto de lucidez. Então estou perdendo a fé? Quantas vezes me faço esta pergunta. E a resposta é sempre a mesma.

Mas aí leio a historinha da cobra. As vezes ficamos tão preocupados em matar a cobra que nos picou que esquecemos de matar o veneno que ela deixou correr em nossas veias. Sei que é dificil, mas faz parte do show da cobra nos picar, é a natureza dela. Eu não vou matar a cobra, vou deixa-la seguir em frente. Se ela me picou, foi porque eu vacilei e permiti isso. Tudo está reservado pra nós e tambem para as cobras, tudo tem seu destino. Vamos encarar isso como cadeia alimentar pois estamos numa selva.

Eu não matei todas as cobras que deveria, porque acredito na máxima de que o mundo dá voltas, e deixo seguir o curso, a vida é um ciclo. Mas temos que mudar e muito no decorrer da vida. E aí sim restauro minha fé, pois é necessário não ficar com os venenos deixados. Assim a resposta fica tão clara. Eu tenho a minha fé, é ela que me fortalece  e com ela posso ir aonde eu quiser, para a total infelicidade das cobras!

Para onde voce quer ir?

Beijo

ps...por motivos tecnicos não consegui hoje ilustrar este post!

comentários (8)add comment

Lucia comentou:

Fatiminha, concordo plenamente, teremos no Papa Francisco um grande líder. E tbem concordo que o veneno nao diferido faz tao mal qto a picada. Tratemos então de cuspir o veneno e seguir em frente!
Adorei, como sempre!
30/07/2013

Amalia comentou:

Post claro e reto. Sem divida merece uma reflexão.
30/07/2013

Lucas comentou:

Fatima, certeira sua avaliação sobre a natureza das cobras. E gosto do Papa tambem.
beijo
30/07/2013

Mariana comentou:

Adorei o Papa e penso que ele será sim um bom lider, precisamos!
Cobras nós as deixamos rastejar, é da natureza delas com vc bem disse.
E fé, este eh nosso tesouro e nosso guia.
bj
30/07/2013

Telma comentou:

Também tenho um elástico miudinho e muito pouca tolerância. Como milhares, reconheci a liderança desse homem que, sendo Papa continua sendo aquele homem de posições firmes, que teve seu relacionamento com a presidente Cristina Kirchne marcado pela tensão e distância. Homem de fé, humilde, inteligentíssimo sem ter conceitos "fechados", espontâneo, ousado e, principalmente, amoroso no conceito maior da palavra. É tudo o que, nesse momento de descrença, com o veneno correndo em nossas veias, necessitamos como antídoto.
30/07/2013

JP comentou:

Excelente texto! Como sempre. Tambem gostei do novo Papa, simples, direto, objetivo, simpático, e outras coisas! Conquistou meu lado energético.
30/07/2013

Giana comentou:

Profundo demais, para pensarmos todos os dias, eternamente.....o seu blog faz refletirmos quem somos, porque e quando nos tornamos o "nosso" hoje de cada dia!!!
31/07/2013

Juliana comentou:

Lindo texto! Adorei!!! Com certeza esse Papa esta sendo algo a mais, foi muito bonita a sua vinda! Sempre tento manter a fé! Acreditar, sem ela nao haveria mais caminho smilies/wink.gif bjos
09/08/2013

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: Comportamento Até onde posso ir?