Se esta rua fosse minha: por Ana Claudia Rebolho

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

Domingo chuvoso.

Voce tem fome de que? Eu de ler!

Três livros estão sobre minha escrivaninha. Todos lidos já até a metade. Volto para reler o parágrafo que transcreverei abaixo e não por acaso ao mesmo tema da semana passada, ou seja os jovens e a sexualidade, agora abordado de forma clara por Ana Claudia Rebolho, minha grande amiga e autora do recém-lançado livro "Se esta rua fosse minha", que trata da exploração sexual de menores nas escolas.

No post anterior eu escrevi sobre a tal "moda" das fotos de garotas nuas que circulam pelos celulares da garotada. A autora vai além, e fundamentada na lei que diz: "Fotografar ou publicar cena de sexo explicito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Pena : reclusão de um a quatro anos."

Então a tal "moda" precisa sim ser vista com muita atenção por pais e educadores.

Indo além, o livro mostra a trajetória da mulher através dos tempos e um cenário da prostituição no Brasil, num tema polemico e ainda pouco discutido, tratado, na maioria das vezes, de forma camuflada perante os meios legais e a sociedade (AC Rebolho, apresentação).

E a cada página uma nova visão. Como esta que proponho como reflexão:

"De todas as mulheres, a que mais inteligentemente, a que mais tenazmente trabalha para governar o homem, é aquela que menos preocupada parece em governar: a francesa. Enquanto as outras gritam, a francesa mais sensata, mais astuta, mais inteligente, incomparavelmente mais conhecedora da psicologia masculina, trata, antes de tudo, de se fazer cada vez mais bela, mais desejada, mais enigmática no seu poder de sedução - portanto, cada vez mais absorvente, mais imperiosa, mais dominadora, mais e mais senhora absoluta do coração e do pensamento do homem, seu eterno adorador e seu implacável inimigo. ( Dantas, s/d apud Rago, 1991, p43-44)

Bem Lobas, um universo inteiro e novo a se explorar a cada livro. Este eu recomendo, leitura de primeiríssima qualidade.

Abaixo fotos do evento da noite de autógrafos. Parabéns amiga querida, sucesso inevitável!

Livro: Se esta rua fosse minha: professores e gestores discutem a exploração de menores nas escolas- Ana Claudia Figueiredo Rebolho- Ed CRV

 


Ana Claudia e Hebe Hildebrand

 

 Carlos Eduardo e Vanessa Machado ganhando autrografo.

 Ana Claudia e Mario Henrique Rebolho e eu!

 Lah Mariano ( Blog da Lah) e Leandro Meneghelli , Ana Claudia e eu.

A autora ao lado do esposo Mario e a filha  Maria Vitoria

Livraria Sideral em noite de autografo.

 

 

 

comentários (2)add comment

Ana Claudia comentou:

Fatiminha...
Minha querida amiga...
Nem sei como agradecer seu carinho...
Poder compartilhar com as pessoas a importância da Educação Sexual nas escolas é uma grande chance de mostrar que o papel do professor vai além dos conteúdos preconizados pelas políticas educacionais.
13/04/2014

Vanessa L. Machado comentou:

Fátima
Como a leitura é importante...e vc ,antenadíssima, participando e divulgando assuntos atuais e importantes.
Parabéns!
Bjossmilies/grin.gif
14/04/2014

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: Comportamento Se esta rua fosse minha: por Ana Claudia Rebolho