Mayla e Eu

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

      

A Cria
 
        A Mayla, é minha filha única, por uma escolha só minha.

        Eu fui uma mãe muito presente em toda vida da Mayla, desde as briguinhas na escola, o primeiro beijo, a primeira transa, tudo ela dividia comigo. Era para o meu colo que ela corria.
       Mas mesmo sendo filha única, ela foi sempre independente, estudou e morou fora do Brasil, morou em SP numa republica e logo em seu próprio apartamento.
      Quando depois de 11 anos de namoro, ela chegou com a aliança de noivado, choramos juntas de alegria e meu coração já ficou apertadinho, mas faltava ainda 1 ano para o dia do casamento!
      Começamos os preparativos com calma, dentro do cronograma que ela e o noivo fizeram questão de traçar, e que seguiram a risca até o fim!
      Aos poucos escolhemos os fornecedores, a assessora etc...

      Até que, faltando uns 6 meses para o casamento, fomos a uma destas lojas de noivas, para que a Mayla pudesse se ver num vestido de noiva.

      E foi aí que minha ficha caiu.
      Eu estava sentada num banquinho baixo, e quando ela entrou vestida de noiva, eu caí, no que seria meu primeiro choro de uma serie interminável.
      O vestido nem de longe seria o dela, mas ela ficou tão linda, tão mulher, tão segura de tudo, e eu não pude me conter. Ali tive a certeza de que ela estava pronta para se casar e seguir sua vida em frente.

      A medida que o tempo vai passando, a correria e o estress aumentam. Com a Mayla não foi diferente. Ela e todas as noivas ficam exigentes em coisas que antes não eram, tudo tem que ser perfeito, e nesta hora a  mãe tem que ter um baita jogo de cintura. Muitas vezes tive que driblar o pai, o noivo e a própria noiva, usando de subterfúgios, dando um jeitinho aqui, outro ali, administrar as crises de choro, as inseguranças....


     Aí veio outro momento lindo, onde a gente esquece todo o cansaço.Quando a Mayla fez a ultima prova do vestido. De novo o xororo, quando ela colocou o véu!     No dia da cerimonia civil, só a família presente, e eu, de novo, caí num choro sem pudor. E depois disto não dormi nem uma noite, nem comi direito, durante os 15 dias que faltavam!

Quando me dei conta, estávamos no Club Med de Itaparica, onde ela sonhou em casar. Tinha chegado o grande dia!


      
Praticamente arranquei a Mayla da piscina, pois ela estava tão tranquila e queria ficar com os convidados.
   Então tivemos nosso tempo de volta. Ela deitou para relaxar, e eu coloquei compressas frias nos olhinhos dela. Este foi o dia de noiva da Mayla,  e acreditem, foi um momento que eu aconselharia as mães para não abrirem mão: ficar com suas filhas na hora da maquiagem, do cabelo, da preparação final.
    

    Quando finalmente ela ficou pronta...chorei de vê-la tão linda no vestido. Então o pai chegou para leva-la ao altar, eu olhei os dois, beijei a Mayla, e sai.

    Incrível, eu não derramei uma lágrima durante a cerimonia, pois eu estava anestesiada olhando para ela e para o noivo, era de uma pureza e de uma beleza....inesquecível.....

     O casamento da minha  filha foi um momento muito intenso na minha vida. Voltou tudo como um filme. O tempo pareceu parar, para que eu pudesse relembrar cada momento de nós duas.
    E mesmo que eu achasse que fiz tudo certinho, meu sentimento era de que ainda faltava alguma coisa.  Queria que o tempo voltasse de alguma maneira, para que eu pudesse fazer tudo de novo e melhor!
      Uma amiga me disse, que eu estava tendo a Síndrome do Ninho Vazio Retardada...já que  a Mayla estava fora de casa há 8 anos....
      Ainda me pergunto se foi isto...ou se é mesmo este amor incondicional que temos por estas doces criaturas, nossos filhos!
       Senti um amor imenso dentro de mim, emoção só comparada ao dia em que ela nasceu!

      Bem, pra terminar, já na festa, a pista de dança bombando, a Mayla pega minhas mãos, olha no fundo dos meu olhos e diz..
     Mãe...eu estou muito , mas muito feliz...obrigada !!!!

(Este depoimento foi publicado originalmente no blog criz-motherofthebride.blogspot.com  da minha inspiradora Cristina Nuldeman)
comentários (5)add comment

Anônimo comentou:

Mais uma vez eu tenho que fazer uma reverencia a sua iniciativa, ao seu bom gosto ,realmente vc é uma MULHER a frente do seu tempo, e pricipalmente uma MULHER que compartilha sem medo , informaçoes, dicas e experiencias que podem melhorar a vida das mulheres. Desejo o maior sucesso pra vc e pra nós mulheres de carne e osso!!!!bjs Anna
02/12/2010

Maristela comentou:

E se sente o que se sente e se escreve por sentir...que lindo...pura emoção...bom amiga falando agora um poquinho do blog...se sabe que sou sua fã ja de longa data...e ja estou adorando o seu blog e anciosa pelo que vem poraí...afinal de contas,,,como é bom poder se orgulhar de ter uma amiga escritora assim tão pertinho...sucesso...!!! bj
02/12/2010

Anônimo comentou:

FATIMACOLI...........VC É MMO SURPREENDENTE...QDO ACHAMOS Q VC TA CALMINHA CURTINDO UM ´´BELOSOL´´ LA VEM VC C NOVIDADES E Q NOVIDADES.....SEMPRE ANTENADA, ATUALÍSSIMA E COMPARTILHANDO ESSAS KOISAS LINDAS TÃO SUAS E TÃO ÍNTIMAS C TDS. É MMO UM PRIVILÉGIO SER SUA AMIGA....SUCESSOOOOOOO!!!!!!!!! E PARABENS!!!!!!BJS BYA
03/12/2010

Anônimo comentou:

Desculpe-ma pela intromissão. Sei que este territorio é das lobas & loucas mas nao posso deixar de dizer que á uma iniciativa muito legal. VC quando quer é incrivelmente eficaz. Parabens.....Papy
03/12/2010

criz mother of the bride comentou:

Maravilhosa! surpeendendo sempre bjokas! Cris
03/12/2010

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: Comportamento Mayla e Eu