Falo sobre a mulher

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Outro belo texto que eu recebi de presente, que mostra o quanto os homens sabem de nós!

"Novidade hoje e ruína de passado amanhã, falo sobre a mulher afetuosa e concreta, convivida e celebrada em todos os cantos do coração e, originalmente criada por Deus como a mais bela das criaturas viventes. Falo sobre a Mulher realidade diária composta de duas palavras: os outros e, em cada uma delas há um eu, recortado de nós homens, um eu à deriva.

Falo dos seus olhares que penetram edifícios de pedra e mármore, cimento, vidro e aço,  e dessas mulheres que caminham desfilando magnificamente apoiadas em seus saltos colocando abaixo delas tudo e todos, dessas mulheres que sobem e descem os elevadores dos prédios, dos seus  ir e vir dentro do seus carros negros e reluzentes. Elas, que são espelhos de nossas ansiedades, negócios, paixões, amores devotados e intensamente vividos com se fossem nosso último sopro de vida. Mulheres que estão sempre a nossa volta no nosso trabalho, casa, ruas e nos hospitais que estão sempre cheios, e onde nós sempre morremos sozinhos. Falo sobre a mulher dos sonhos de todos nós, que todos nós construímos, demolimos e reconstruímos como sonhamos. A mulher que todos nós imaginamos, que muda sem parar, enquanto nós a pensamos, a mulher que desperta a cada cem anos e se olha no espelho de uma palavra e não se reconhece e volta a dormir.

Falo da intimidade de certas mulheres que se envolvem somente pela metade nos deixando um gosto de ausência, da sua autentica ausência, que nos mata, nos machuca e nos fere com seu silêncio. Falo sobre essa mulher que se permite viver ao nosso lado e aquelas que nos abandonam como náufragos sem porto seguro, sem luz à meia noite no mar revoltoso. A mulher que encaixa seu quadril as minhas pernas e me permite amá-la com tal fúria que ao final do amor se entrega desmaiada ao seu homem, fazendo-me morrer e, numa fração de segundos, nos faz voltar vagarosamente a vida. Falo sobre a mulher e seu murmurar tímido, baixo surrando aos nossos ouvidos palavras que estão fora da compreensão humana mas que dão sentido às nossas almas. Falo sobre essa mulher a qual não podemos fugir, não podemos ficar  a salvo delas sem  cair em outra diferente mas, idêntica em suas qualidades e defeitos que dão sentido aquilo que somos e possuímos.

Mulheres que nos conquistam apenas com um sorriso, com um gesto de carinho e povoam nossos pensamentos o dia todo, não há lugar para onde caminhemos que não nos deparamos com elas e sua forma graciosa de governar o mundo, que são capazes de derrubar homens com mais de dois metros de altura, nos atirando sem piedade alguma no fundo do poço. Mulheres que nos levam do riso ao choro, da morte a vida, da letargia ao estado febril com um simples “não” ou “sim” palavras a qual podem nos manter prisioneiros por essa vida e por outras que vierem. Falo sobre a mulher de mãos delicadas, que onde tocam, fazem as coisas ganhar vida, mesmo que seja uma folha em branco, ou um pedaço de papel rabiscado por elas. Falo sobre a mulher que acreditou e decidida resolveu ser mãe, contrariando sua vontade e de seus maridos, mostrando a eles o milagre da vida que eles são incapazes de reproduzir. Falo sobre a mulher que espera ansiosamente para gerar seu primeiro filho, para sentir o prazer de ser mãe e ensiná-lo com exemplos palpáveis o que é o amor a partir do gesto da amamentação. Falo sobre a mulher que luta intensamente contra suas vontades e seus amores proibidos, seu desejo de ser feliz e sua conduta em relação ao mundo que a rodeia.

Falo sobre a mulher que chega e me abraça fazendo estremecer tudo aquilo que fundamentei em forma de muros e barreiras o dia todo para não sentir-me dependente ou escravo dela e que num simples gesto, nos torna seres pequenos e inferiores. Falo seu olhar, sua boca absurdamente provocante enfeitada em batom vermelho, seu par de seios exuberantes e suas pernas esguias, sua voz doce e delicada que nos acalma e dá significado aquela coisa que chamamos de paixão. Falo sobre a mulher que desfila  a nossa volta, conduzindo impiedosamente sua vida, dando segurança exata ao que realmente significamos a ela: nada.

Falo sobre você mulher que em todas horas e momentos, mostra nos o valor da vida e a importância real que tens ao mundo, não havendo nada que não possa permanecer e ter sentido perene se não for feito por você e para você mulhe..," .

São Carlos 08/03/2011

--

PAULO ROBERTO BUENO

PROFESSOR COORDENADOR

E.E. Dr. ÁLVARO GUIÃO

alt

comentários (4)add comment

Cintia comentou:

Lindo texto!
27/09/2011

Giana comentou:

Amei!!! Cada vez melhor Fatima.
28/09/2011

Roberta comentou:

Os homens estão perdendo o medo de ser sensiveis!!! Que bom!
28/09/2011

Valter Nunes Corrêa comentou:

Descrever a mulher é sempre uma das tarefas mais difíceis - acho que até mesmo para ela. O Paulo faz isso de forma intensa e provocativa. Tenho certeza que ele poderia escrever um livro e ainda não teríamos uma descrição completa do que elas representam, não apenas para o homem, mas para a humanidade. Há muito o que descobrir sobre esse par/ímpar.
Mas nada tira o mérito desse exercício de vivê-las, nos seus infindáveis mistérios.
Excelente texto Paulo.
14/03/2012

Escreva seu comentário
menor | maior

busy

Os mais lidos

  • Mulheres impactantes
    Final de semana passado fui a São Paulo e assisti o espetáculo Evita. Na volta parei para um ca...
  • Viciada em lingerie
    Sou viciada em lingerie. Escolher a lingerie, faz tão parte de meu dia como faz parte tomar t...
  • Top 10 Portugal
       Top 10 Portugal Como prometido um resumo dos lugares mais bacanas da minha passagem ...
  • Avental sujo de ovo
    Quando penso em minha mãe, me vem a letra da música, que as freiras do Colégio São José onde...
  • Á margem de nós
    Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e ...
  • Unhas, desisto, ser loira não desisto nunca!
    Voces lembram que eu coloquei unhas postiças? Pois é, fiquei exatamente uma semana com elas. ...
  • Look da balada
    O friozinho deu uma trégua, e a noite de ontém na Fatto, casa bárbara, idealizada com esmero p...

Últimos comentários

Você está aqui: O Que Eles Dizem Falo sobre a mulher